Novo artigo cientfico sobre o Estudo de Caso Maruj

Os Parceiros do Civi.net publicaram um artigo científico sobre o Estudo de Caso Marujá (em Inglês):

Schröter, B., et al., 2014, ‘Multi-level governance through adaptive co-management: conflict resolution in a Brazilian state park’, Ecological Processes, 3:6

Introdução
Comunidades situadas em áreas protegidas geram conflitos entre os administradores do parque, moradores e cientistas. Devem eles ficar ou devem ir? Este artigo apresenta um exemplo positivo de uma comunidade existente em um parque estadual. O estudo descreve processo de governança da comunidade, bem como a forma como a administração do parque e a comunidade resolvem os conflitos que surgem e alcançam um método de co-gestão em um processo de governança multiníveis.

Métodos
A análise é baseada no Quadro de Gestão e Transição (MTF). Nós usamos uma abordagem de estudo de caso e coletamos dados através de estudo documental, observação participativa e entrevistas qualitativas.

Resultados
Nós descobrimos que o sistema acordado de co-gestão comunitária melhorou a implementação e execução das regras do parque estadual por meio de mecanismos de negociação e comunicação no conselho do parque. Este relativo sucesso deve-se à construção de capital social, igualdade e empoderamento.

Conclusões
Para parques estaduais em situações semelhantes, os resultados sugerem que: 1) a comunidade deve ter pelo menos um nível mínimo de auto-organização; 2) o empoderamento da comunidade no processo de tomada de decisão é útil; 3) a administração do parque deve ganhar a confiança dos moradores; e 4) a gestão eficaz dos serviços ecossistêmicos pode criar uma situação ganha-ganha para a comunidade, bem como o parque.

Palavras Chave
Gestão de serviços ecossistêmicos; Capital social; Áreas protegidas; Comunidades; América Latina

Clique aqui para ir para a página do jornal Ecological Processes.